DUM POT-POURRI QUE NÃO SORRI [5383]

Facebook Twitter Email

DUM POT-POURRI QUE NÃO SORRI [5383]

“Seu sorriso do caminho
va tirando, porque eu quero
com a minha dor, sozinho,
ir passando…” Isso é sincero?

Isso é Nelson Cavaquinho,
mais ou menos. Não é mero
lero-lero sobre espinho
e flor, como eu considero.

Sobre rosas que não fallam
diz Cartola: acha que exhalam,
tristemente, seu perfume…

São sinceros, sim: o samba,
mesmo quando em dor descamba,
do Brasil muito resume…


[Glauco Mattoso]



Os comentários estão desativados.