Gênesis

Facebook Twitter Email

Em mim o verso se fez carne
se encontraram pelas diástoles tresloucadas
as minhas sístoles alopradas
a cantarolar e contar aquela minha história
do dia em que me desavim.
Foi em mim que o verbo se fez poema
onde se rimaram as minhas prosas
e nas antologias do meu fim
se fez de estrofes a minha memória
O verso e o verbo, todos num só
que já não posso comigo,
todos habitam em mim.

[Filipe de Almeida Garrett] – Mais poemas do autor



Os comentários estão desativados.