Inoxidável

Facebook Twitter Email

Eu sigo
todo-poderoso na minha impotência
invencível na minha irresolução
inflexível no meu eterno impasse
eu sou o triunfo da experiência
e o fracasso da boa vontade
eu desfaço a indecisão,
eu sigo à deriva com classe
sou inexorável na fraqueza
desdenho da certeza
eu sou metade escolha
metade covardia
eu sou uma nova consciência
uma filosofia tardia

[Filipe de Almeida Garrett] – Mais poesias do autor



Os comentários estão desativados.