Límbico

Facebook Twitter Email

Toda tarde de garoa
Conflagra fluidas sensações
Borrifando impulsos
De perfume dissoluto
Tem cheiro de volúpia
e flor

Uma cálida magnólia
Entre os dedos confinada
No côncavo da mão
Evolando-se no tempo
Bento desejo gêmeo
hercúleo

E sem contratempo
Na voluta da viola
Seremos dois corações
Dançando no salão
O hipotálamo esparramado
No chão


[Bibi Monteiro] – Poesia e desenho – mais poesias da autora



Os comentários estão desativados.