O Poeta do Tédio diz ter preguiça

Facebook Twitter Email

O Tédio é reprimido
se entdia de enfrentar
usando saias
para ganhar fãs
fãs do tédio
que não o
entedia

Ser amado
por mulheres
que não
sejam
sua
mãe

A fonte de toda e inteira
poesia
sua

Do sexo e dos caralhos
ele fala
Enquanto em quatro paredes
chama o seu caralho
de Pipi

Pipi, mulheres desse mundão, Pipi!

A preguiça se tornou minha
por ele
seu corpo
sua poesia

e sua fraca

ideologia

Passe Bem
como um morto
para uma vida
que grita, toda e por inteira
SEM
preguiça

e meu tédio
se limita

em te olhar, ouvir
e principalmente
ler

A humanida agradece
e bocejando
se despede

Olhando para o epitáfio

Aqui jaz alguém
mole, mole
mole como
um pipi
que nunca virou pinto


[Marcela Thomé] – mais poesias de Marcela



Os comentários estão desativados.