O que mata e morre

Facebook Twitter Email

Aqui jaz.
Está morto.
Dizem que não foi pelos sacrifícios feitos
Nem a fome
Nem a água da torneira.
Não foi a gastrite
Nem o pulmão
Não foi pelo baseado
Nem pelas cervejas tomadas
Não foi pelo excesso de contas não pagas
Nem pelas palavras não ditas
Não foi pela falta de silêncio
Nem pelo excesso de fé no mundo
Não foi pelo “sim” reticente que disse
Nem pelo “não” nosso de cada dia
Não foi pelas brigas que perdeu
Nem porque gostava de olhar o céu
Não foi pelos comprimidos
Nem porque amava dançar na chuva
Não foi pelas horas extras
Nem porque não sabia se entregar
Não foi pela altura
Nem pela ânsia de liberdade
Dizem que foi por causa de um coração partido
Um coração….


[Juliana Gonçalves]

[Ilustração original de Savior969]



Os comentários estão desativados.