Paladar

Facebook Twitter Email

Agridoce é o seu sabor
não sei onde começa
e nem onde termina
sigo o que eu quero, ardor

Na sua papila
singela e doce sibila
a palavra é cítrica
dormente a ardência

Acre é também o aroma
perpassa da sua
para a minha boca
transmite, permuta

Amarga, a ausência
é a saudade
solidão contigo
escravidão, falência

Doce é a ilusão
de sonho em sonho
sinto teu gosto
não vivo em vão


[Aline Ascani] – mais poesias da autora



Os comentários estão desativados.